WWA - Web Winner Agency | Email da WWA info@wwinagency.com | Telemóvel da WWA 964 160 430

SEO vai mudar em 2015: saiba porquê

Publicado em

O mundo do SEO está a mudar rapidamente. Aquilo que era uma verdade insofismável em 2011 não o é em 2014 e 2015 promete trazer novidades ainda maiores. De acordo com a prestigiada revista Forbes, alguns pilares fundamentais vão orientar as estratégias e técnicas de SEO em 2015 e determinar muito do seu sucesso.

SEO muda em 2015

2015 vai trazer mudanças no SEO

SEO mais focado em elementos técnicos

 

Segundo a Forbes, em 2015, o SEO será visto de forma gradual como otimizador dos componentes técnicos do marketing online, enquanto o marketing de conteúdos será o dinamizador chave dos rankings dos resultados das pesquisas dos motores de busca.

O SEO permanecerá como um subconjunto do marketing de conteúdos, lidando com palavras-chave, meta tags e itens de indexação, enquanto o marketing de conteúdos será o principal influenciador da visibilidade das pesquisas.

As empresas que continuarem a focalizar-se apenas no SEO, sem terem um plano estratégico de conteúdos irão perder visibilidade. Por seu turno, as que mudarem o seu enfoque para a criação e publicação de conteúdos de qualidade ganharão significativa visibilidade em termos de resultados de pesquisas.

Websites não otimizados para SEO móvel vão perder notoriedade

 

O Google, e por arrasto todos os outros motores de busca, estão a dar cada vez mais importância à usabilidade móvel. Já assistimos ao teste de ícones de mobilidade junto dos resultados das pesquisas, assim como à criação de uma secção de usabilidade móvel nas contas do Google Webmaster, para que os utilizadores possam conhecer a performance dos seus websites em dispositivos móveis. É a chamada era do SEO móvel.

SEO aumenta visibilidade

Dispositivos móveis terão papel central no SEO

Sabemos igualmente que, há mais de um ano que o Google anda a penalizar websites que apresentam erros aos utilizadores móveis. Por outro lado, assistimos também a uma mudança em relação às pesquisas de palavras-chave «long tail» e à otimização para pesquisas baseadas nas intenções e hábitos dos utilizadores móveis.

As empresas que não adaptarem os seus websites e conteúdos a esses utilizadores verão as suas conversões baixar e irão sentir uma queda significativa nos rankings dos resultados das pesquisas. Isto é um fator determinante e que as agências de marketing digital deverão ter em conta em 2015.

Referências e citações tão importantes quanto os links

 

Foi recentemente descoberto que o Google está a diferenciar entre links expressos e links implícitos. Os links expressos ligam tradicionalmente a URLs de páginas web. Os links implícitos, no entanto, podem incluir referências ou menções a marcas ou websites sem efetivamente «linkarem» para esse site.

Devido ao abuso e uso indevido do link building, o Google parece dar cada vez mais importância a menções ou citações de marcas, menos fáceis de manipular para influenciar os resultados das pesquisas.

Durante 2015, assistiremos com certeza a mais empresas a medir e acompanhar menções e citações a marcas e links «no follow», e veremos que estão a tornar-se tão ou mais importantes que os links «follow» para os resultados das pesquisas nos motores de busca.

Mais informação sobre técnicas de SEO? Ligue-nos e agende uma reunião

Tags: , , ,



Quem leu este artigo também leu

As 3 principais tendências de marketing digital para 2019

As 3 principais tendências de marketing digital para 2019
Saber Mais
LinkedIn para Empresas, será que funciona?

Linkedin para Empresas, será que funciona?
Saber Mais
O que é o Google Trends?

O que é o Google Trends?
Saber Mais
Precisa de ajuda? Fale já connosco!

Lamentamos mas de momento não estamos online. Deixe-nos uma mensagem e assim que possível entraremos em contacto consigo.

Prima ENTER para enviar mensagem